Blog

Você compara a sua criança?

🤔 Por que nós, adultos, insistimos em comparar as nossas crianças? Seja com os próprios irmãos, com os primos ou com filhos de amigos, a comparação está presente em grande parte das famílias. Você compara a sua?
.
😞 Pensando nisso, nossa especialista Elisama Santos (@elisamasantosc), do Curso Educando com Disciplina Positiva, alerta que comparar é uma das piores coisas que podemos fazer, principalmente na relação entre irmãos.
.
❓“Como você se sentiria se a sua chefe te comparasse todos os dias com o seu colega de escritório? Ia curtir o colega? Ia amar trabalhar junto? Você até poderia melhorar, mas seria movido por um sentimento de rivalidade e ódio. Agora me diz, é esse sentimento que você quer incentivar na relação entre irmãos?”, questiona.
.
➡️ Viu só? Você precisa estudar para ser pai e mãe e entender como a sua criança “funciona”, como ela se desenvolve, o que a encoraja a ser melhor e o que a faz se sentir pior. Venha com a gente! Preparamos cursos incríveis para ajudar nessa caminhada. Acesse https://mundoemcores.com/
.
👉 Mais em #EscolhasMundoemCores
.
#MundoemCores #EducaçãoInfantil #EducandoComAmor #DisciplinaPositiva

Você também pode se interessar por:

  • Quer que o seu filho tenha um futuro profissional brilhante? Mãos à obra!

  • Bebês percebem a raiva do adulto

  • É alergia ou intolerância alimentar?

  • Dica de leitura sobre o desenvolvimento infantil

Saiba como os cursos do MundoemCores.com
mudaram vidas de famílias como a sua!

  • “Muito obrigada por vocês terem trazido tudo isso pra minha família”

    Flaviane finalizou o curso Montessori em Casa e começou a assistir às aulas do Educando com Disciplina Positiva. Ela conta como sua vida mudou após aplicar o que aprendeu nos vídeos.

    Flaviane Cintia de Avila Dutra

  • “Você se prepara pra tudo na vida. Pra ser mãe, você não se prepara!”

    Carolina buscava orientação para dar uma melhor educação à filha Maria Clara. Viu no evento presencial realizado pelo MundoemCores.com, em Maceió/AL, uma forma diferente de lidar com a personalidade da sua filha.

    Carolina Lira

  • “O curso nos fez entender como estimular a autonomia e a independência da nossa filha”

    Emanuelle e o marido passaram a entender aspectos de sua própria educação e a saber como, agora, agir com sua filha com objetivo de ajudá-la a se desenvolver. Ela afirma que os exemplos dados nas aulas facilitaram muito a colocar em prática tudo que foi aprendido.

    Emanuelle Rech

Siga nas redes sociais

FACEBOOK
INSTAGRAM
YOUTUBE