Blog

Fale de segurança com seu filho

Uma preocupação constante dos pais é a segurança dos filhos, independente da idade. Por isso, aprendemos desde novos a não falar com pessoas que não conhecemos, a olhar pra os dois lados da rua ao atravessar… Mas em como ensinar seu filho a identificar as situações de perigo?

  •    A partir dos três anos, a criança já consegue assimilar algumas noções. Quando for cruzar a rua, faça na faixa de pedestre e ensine a criança a observar o semáforo, se houver;
  •    Quando as brincadeiras forem ao ar livre, como andar de bicicleta e skate, lembre-se dos equipamentos de segurança. Busque um lugar seguro, sem carros, como parques com áreas próprias para esses esportes;
  •    Se a criança for muito novinha e vocês estiverem em um local com muitas pessoas, ponha no bolso dela um papel com seu telefone;
  •    Caso ela já compreenda instruções mais complexas, ensine-a que, caso ela se perca, deve ficar no mesmo lugar e pedir ajuda para pessoas uniformizadas (policiais, seguranças, guarda-vidas…);
  •    Nunca deixe a criança sozinha em piscinas sem guarda-vidas. Mostre-a como ler as placas de segurança;
  •    Ensine seu filho a ligar para os números de emergência (192 ou 193) e como passar as informações;
  •    A criança quer ter acesso às redes sociais? Converse e ensine as formas de ter cuidado. Se ela ainda for muito nova, crie a senha e deixe-a acessar sob sua supervisão e apenas algumas horas por dia. Caso seu filho já tenha idade para usar sozinho, explique que não deve falar com quem não conhece pessoalmente e pergunte sobre conversas suspeitas. De qualquer forma, fique de olho;
  •    A velha máxima de evitar contato com estranhos ainda vale, mesmo que seja um vizinho da rua. Ensine a criança a não aceitar presentinhos e a não entrar em carros de pessoas desconhecidas;
  •    Ensine que se alguém quiser tocá-la de um jeito estranho ou levá-la a força, ela pode gritar ou entrar em alguma loja movimentada;
  •    Mantenha um diálogo com seu filho, para que ele tenha confiança em você e conte quando algo suspeito acontecer.

Você também pode se interessar por:

  • Não ignore as pequenas felicidades

  • Deixe o seu filho fazer arte!

  • TOC não é coisa só de gente grande

  • Anemia: como tratar

Opinião de pais e educadores sobre nossos cursos

Veja como nosso conteúdo está transformando a vida das pessoas

  • “Muito obrigada por vocês terem trazido tudo isso pra minha família”

    Flaviane finalizou o curso Montessori em Casa e começou a assistir às aulas do Educando com Disciplina Positiva. Ela conta como sua vida mudou após aplicar o que aprendeu nos vídeos.

    Flaviane Cintia de Avila Dutra

  • “O curso nos fez entender como estimular a autonomia e a independência da nossa filha”

    Emanuelle e o marido passaram a entender aspectos de sua própria educação e a saber como, agora, agir com sua filha com objetivo de ajudá-la a se desenvolver. Ela afirma que os exemplos dados nas aulas facilitaram muito a colocar em prática tudo que foi aprendido.

    Emanuelle Rech

  • “Eu vi que é possível estruturar a casa para receber os filhos com o respeito que merecem”

    Greicy conheceu o curso quando buscava conhecimento para apresentar às seguidoras da sua fanpage, Mães no Comando, e revela que acabou mudando a sua forma de pensar. Ela disse já observar a transformação de suas filhas, depois da sua própria transformação.

    Greiciely Magno

Siga nas redes sociais

INSTAGRAM
YOUTUBE