BLOG

É alergia ou intolerância alimentar?

Seu filho já comeu algo que deu uma reação alérgica imediata? Ou tem algum amigo com intolerância à lactose? Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, entre 6% e 8% das crianças menores de 3 anos desenvolvem algum tipo de alergia alimentar.

A boa notícia é que cerca de 85% delas param de ter alergia à maioria dos alimentos que desencadeavam as reações entre os 3 e 5 anos.

Mas atenção, embora pareçam a mesma coisa e possuam alguns sintomas semelhantes, alergia e intolerância alimentar são diferentes.

  • Alergia alimentar é uma reação imunológica à proteína de algum alimento (leite, ovo e frutos do mar são os mais comuns). Os sintomas são notados em cerca de duas horas após a ingestão do alimento, variando de coceira e inchaço à falta de ar, passando por dores abdominais e problemas intestinais.
  • Já a intolerância é uma dificuldade que o organismo tem, devido à ausência de uma enzima, para digerir carboidratos específicos de alguns alimentos, como a lactose do leite. Os sintomas mais comuns dessa hipersensibilidade são diarreia, febre e vômito e podem se manifestar em até 72 horas depois do consumo. No geral, a intolerância alimentar tem sintomas mais brandos que a alergia.
  • Caso seu filho apresente reação muito forte a algum alimento, leve-o imediatamente ao médico para ser feito o teste de alergia. Comprovado o diagnóstico, cabe ao especialista recomendar a exclusão total do alimento da dieta da criança;
  • Crianças com doenças alérgicas (dermatites e asma, por exemplo) são mais propensas a alergias alimentares;
  • Além disso, alguns corantes e conservantes presentes em produtos industrializados também podem desencadear reações;
  • Mas há casos em que alguns alimentos que causam a intolerância podem voltar à rotina da criança, sempre seguindo orientações médicas.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn