BLOG

Como ajudar a criança com dificuldades na alfabetização?

Como ajudar a criança com dificuldades na alfabetização? Sim, porque é perfeitamente normal que as crianças a partir dos 5 anos troquem algumas letras ao ler ou escrever durante o período de alfabetização. No entanto, podem surgir distúrbios como a dislexia, a discalculia e a disgrafia.

Esses transtornos de nomes complicados não têm um diagnóstico preciso, porém geram obstáculos no aprendizado. Por isso, é tão importante que os pais fiquem de olho no processo de alfabetização da criança.

A dislexia está relacionada a dificuldades de leitura e pode se apresentar em vários níveis. A criança tem problemas para associar sons a letras e pode trocar letras com sonoridades parecidas, por exemplo vovó por “fofó”. Fique atento se seu filho lê as sílabas separadamente e devagar, não consegue ou rimar palavras.

Já a disgrafia está relacionada à dificuldade de escrever à mão. Observe se a criança mistura letras maiúsculas e minúsculas ou separa as sílabas sem necessidade. Além disso, é comum a troca, soma e omissão de letras.

A discalculia é um empecilho para a compreensão de itens referentes à matemática, como mapas, calendários, símbolos e sinais. A criança troca os números (3 por 8, 6 por 9, 2 por 5…), tem problemas para sequências lógicas.

Se ela apresentar alguma dessas dificuldades, procure a ajuda de um especialista.

Seja qual for o transtorno, não rotule a criança.

Participe. Tente ajudar na lição de casa e, se não souber, peça orientação ao professor.

Incentive a criança a praticar a leitura e a escrita à mão.

Estimule a expressão gráfica, desenhando, pintando… Uma boa ideia é pedir que ela recorte letras e palavras de revistas para montar frases.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn