BLOG

Como tornar o divórcio menos traumático para as crianças?

A separação de um casal costuma ser um momento delicado e doloroso, ainda mais quando envolve filhos. No entanto, apesar das diferenças pessoais, os pais devem sempre pensar no bem estar emocional das crianças, e tentarem tornar o divórcio menos traumático, para que elas não desenvolvam problemas psicológicos, com impactos negativos mesmo na vida adulta.

Infelizmente é muito comum ainda, por exemplo, a Alienação Parental, que é quando um dos pais priva o filho de relacionamento com o outro de forma deliberada, seja durante ou depois da separação. Ou quando denigre o pai ou a mãe da criança na frente dela.

Quem aliás fala sobre Divórcio e Alienação Parental é Usiel Carneiro, no Curso A Família Depois Divórcio.

Para Usiel:

” É importante ter visão de longo prazo. Pesando o momento a longo prazo, a dor e indignação do divórcio passarão. Você entenderá melhor mais tarde. Não comprometa o futuro de seus filhos (e o seu), por causa da dor do presente”.

E qual o caminho certo?

Como sempre falamos aqui, dar o exemplo é sempre melhor escolha. Por isso, algumas formas de tornar esse período do divórcio menos traumático são:

  •       Evite discutir, falar mal e desautorizar o outro na frente das crianças. Em vez disso, invista no diálogo e no respeito;
  •       Não tente competir pelo afeto (como quem dá o melhor presente, por exemplo), nem ceda a todas as vontades de seu filho para compensar a ausência;
  •       Escute, converse com a criança  sobre o que ela sente a respeito da situação. Olhe nos olhos, demonstre amor e responda de forma calma caso ela questione sobre a separação;
  •       Avise os professores e procure ajuda de psicólogo, para que seu filho não se sinta mal em relação aos colegas de escola;
  •       Não afaste seu filho do ex-cônjuge ou de seus parentes. E explique à criança ou ao adolescente que, independente da separação, a relação com eles não será abalada;
  • ·       Mesmo que haja raiva do antigo parceiro, acostume-se a conviver e busque um acordo sobre a educação da criança.

E se você ainda não é assinante MundoemCores.com, mas gostaria de saber mais sobre esse tema, assista agora mesmo a duas aulas grátis do Curso A Família Depois do Divórcio. Esperamos você na nossa plataforma.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn