Blog

Como escolher o travesseiro do seu filho

Uma preocupação constante dos pais é se o filho dorme direito, certo? A escolha do travesseiro é parte disso. Nem sempre o que parece ser mais macio e confortável é o melhor para criança. Olha só:

  •    O primeiro travesseirinho deve ser utilizado a partir dos seis meses. Antes disso, o ideal é que o bebê durma em um colchão firme e macio, com a coluna acomodada corretamente. O bebê deve dormir preferencialmente de barriga para cima até completar um ano;
  •    Altura: o travesseiro deve preencher o espaço entre a cabeça e o colchão. Se o pescoço da criança ficar inclinado para baixo, é hora de trocar o travesseiro por um mais alto;
  •    Ao sair do berço para a cama, a criança já pode usar um travesseiro de adulto, mas que seja baixo e respeite as regras de altura;
  •    Se seu filho tem alergia, opte por travesseiros antiácaros e antialérgicos. Fique atento à vida útil especificada pelo fabricante;
  •    Troque e lave a fronha regularmente; siga a recomendação para a higienização correta do travesseiro, de acordo com material. Se ele puder ser lavado, certifique-se de que terá como secar inteiramente, para evitar a proliferação de fungos.

Você também pode se interessar por:

  • Aprendendo a questionar

  • Tem um novo bebê a caminho!

  • Cuidado com o excesso de tecnologia

  • Sorriso metálico

Opinião de pais e educadores sobre nossos cursos

Veja como nosso conteúdo está transformando a vida das pessoas

  • “Trabalho com o Método Montessoriano e vejo como ele facilita o aprendizado da criança”

    Valéria é Orientadora Pedagógica de São Luiz do Maranhão e encontrou no curso Montessori em Casa uma forma de aumentar seu conhecimento sobre essa filosofia e se preparar ainda mais para transmitir seus ensinamentos às crianças com quem trabalha.

    Valéria Ferreira Santos

  • “Você se prepara pra tudo na vida. Pra ser mãe, você não se prepara!”

    Carolina buscava orientação para dar uma melhor educação à filha Maria Clara. Viu no evento presencial realizado pelo MundoemCores.com, em Maceió/AL, uma forma diferente de lidar com a personalidade da sua filha.

    Carolina Lira

  • “Pude começar a entender que quem tinha que mudar era eu”

    Sandra conheceu o MundoemCores.com por meio da escola do filho Enzo e começou a entender os sinais que ele apresentava. Entendeu que precisava mudar seu comportamento e hoje tem uma relação muito melhor com seu filho.

    Sandra Teixeira

Siga nas redes sociais

INSTAGRAM
YOUTUBE