BLOG

Cautela nos exames de imagem em crianças

Cautela em exames de imagem em crianças

Mais cautela nos exames de imagem em crianças! Nos últimos dez anos, 4% desses exames foram feitos em crianças/adolescentes até 19 anos. E, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), esse número vem aumentando cada vez mais.

Buscando uma maior proteção para esse público, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou uma campanha. O objetivo é alertar para os riscos da exposição frequente a exames como tomografias computadorizadas (TC’s) e raios-X.

Saiba mais:

  • A campanha Image Gently Brasil quer conscientizar para o uso moderado das ferramentas e até mesmo de modo adaptado. Isso porque os mais jovens têm maior sensibilidade aos efeitos da radiação ionizante;
  • Por isso, um dos alertas se refere à calibragem dos equipamentos, que pode ser aperfeiçoada. Estudos científicos confirmam ser possível reduzir as doses de radiação durante os exames de TC, por exemplo, sem perder a qualidade do resultado e sem interferir no diagnóstico;
  • Quando esses exames são estritamente necessários para uma criança, os aparelhos já permitem uma adequação da técnica em função do peso do paciente e da área a ser analisada. Se bem manuseados, podem reduzir significativamente a exposição à radiação;
  • Em resumo, a intenção da campanha é que pediatras, radiologistas e técnicos sejam bem orientados. Além disso, alerta para uma maior necessidade de acolhimento das crianças para evitar traumas durante os exames;
  • Esses procedimentos são muito importantes e já salvaram milhões de pessoas. O que se pede é que eles somente sejam solicitados quando houver a real necessidade, com uma avaliação cuidadosa dos sintomas, para evitar uma repetição desnecessária e reduzir os riscos;
  • A Image Gently sugere cautela nos exames de imagem em crianças. Essa é uma campanha mundial que faz parte da Alliance for Radiation Safety in Pediatric Imaging, uma rede internacional formada por mais de cem instituições científicas e que abrange 150 países.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn