BLOG

Acordar a criança ou deixar dormir?

Acordar a criança ou deixar dormir?

Você vai servir o prato de comida do seu filho e, quando volta, ele está dormindo. E, então, o que fazer? Acordar a criança ou deixar dormir? Por saber que é hora do almoço, a gente pode ficar em dúvida de como agir, não é verdade?

Mas, nossa especialista Paula Kageyama, autora do Curso Guia do Sono Infantil, orienta deixar que a criança descanse. Por exemplo, se ela adormeceu na cadeira, vale colocá-la na cama ou em algum lugar mais confortável. Depois que ela acordar, então, ofereça o alimento.

“Importante também é não deixar a criança chegar a esse ponto. Para evitar que isso aconteça, ofereça cochilos ao longo do dia, procurando observar as necessidades de sono dela”, orienta.

Sonecas ajudam a criança a dormir melhor

Sobre as sonecas, ela explica melhor: “Tenho recebido dúvidas de pais que me perguntam se devem deixar os filhos dormirem durante o dia porque têm receio de que isso atrapalhe o sono da noite. Por isso, vamos esclarecer aqui: os bebês e crianças pequenas precisam fazer sonecas ao longo do dia porque eles se cansam mais facilmente e não aguentam ficar acordados por longos períodos. Quando não fazem as sonecas ou as sonecas são muito curtas, as crianças vão acumulando o cansaço e isso provoca a liberação de cortisol, que é o hormônio do estresse”.

E acrescenta: “Na hora de ir para a cama, essas crianças estão exaustas, porém choram, se irritam e não conseguem pegar no sono. Isso porque o cortisol compete com a melatonina, o hormônio do sono, impedindo que a criança relaxe e adormeça. Portanto, é muito importante oferecer sonecas aos bebês e crianças pequenas porque isso ajudará no sono da noite. Ofereça esse cuidado e bem estar aos seus filhos!”.

Agora que você já sabe se deve acordar a criança ou deixar dormir, assista ao Curso Guia do Sono Infantil e entenda mais sobre o sono da sua criança. Você vai aprender dicas preciosas para serem usadas no dia a dia. Ao assinar a plataforma, você terá acesso a todos os conteúdos.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn