Blog

Problemas na alfabetização

É perfeitamente normal que as crianças a partir dos 5 anos troquem algumas letras ao ler ou escrever durante o período de alfabetização. No entanto, podem surgir distúrbios como a dislexia, a discalculia e a disgrafia.
.
???? Esses transtornos de nomes complicados não têm um diagnóstico preciso e indicam dificuldades no aprendizado. Por isso, é tão importante que os pais fiquem de olho no processo de alfabetização da criança.
.
???? A dislexia está relacionada a dificuldades de leitura e pode se apresentar em vários níveis. A criança tem problemas para associar sons a letras e pode trocar letras com sonoridades parecidas, por exemplo vovó por “fofó”. Fique atento se seu filho lê as sílabas separadamente e devagar, não consegue ou rimar palavras;

???? Já a disgrafia está relacionada à dificuldade de escrever à mão. Observe se a criança mistura letras maiúsculas e minúsculas ou separa as sílabas sem necessidade. Além disso, é comum a troca, soma e omissão de letras;

???? A discalculia é um empecilho para a compreensão de itens referentes à matemática, como mapas, calendários, símbolos e sinais. A criança troca os números (3 por 8, 6 por 9, 2 por 5…), tem problemas para sequências lógicas;

???? Se ela apresentar alguma dessas dificuldades, procure a ajuda de um especialista;

???? Seja qual for o transtorno, não rotule a criança;

???? Participe. Tente ajudar na lição de casa e, se não souber, peça orientação ao professor;

???? Incentive a criança a praticar a leitura e a escrita à mão;

???? Estimule a expressão gráfica, desenhando, pintando… Uma boa ideia é pedir que ela recorte letras e palavras de revistas para montar frases.

Você também pode se interessar por:

  • Anemia: como tratar

  • Tem nota baixa no boletim. E agora?

  • Isso é coisa de menino ou de menina?

  • Brincadeiras só são legais quando todos se divertem.

Opinião de pais e educadores sobre nossos cursos

Veja como nosso conteúdo está transformando a vida das pessoas

  • “Trabalho com o Método Montessoriano e vejo como ele facilita o aprendizado da criança”

    Valéria é Orientadora Pedagógica de São Luiz do Maranhão e encontrou no curso Montessori em Casa uma forma de aumentar seu conhecimento sobre essa filosofia e se preparar ainda mais para transmitir seus ensinamentos às crianças com quem trabalha.

    Valéria Ferreira Santos

  • “Pude começar a entender que quem tinha que mudar era eu”

    Sandra conheceu o MundoemCores.com por meio da escola do filho Enzo e começou a entender os sinais que ele apresentava. Entendeu que precisava mudar seu comportamento e hoje tem uma relação muito melhor com seu filho.

    Sandra Teixeira

  • “Eu vi que é possível estruturar a casa para receber os filhos com o respeito que merecem”

    Greicy conheceu o curso quando buscava conhecimento para apresentar às seguidoras da sua fanpage, Mães no Comando, e revela que acabou mudando a sua forma de pensar. Ela disse já observar a transformação de suas filhas, depois da sua própria transformação.

    Greiciely Magno

Siga nas redes sociais

INSTAGRAM
YOUTUBE